Você está aqui: Página Inicial

ENTREVISTA: Eduardo Maya - idealizador do `Comida di Buteco`

18 de Agosto de 2009

ENTREVISTA: Eduardo Maya - idealizador do `Comida di Buteco`

O Festival `Comida di Buteco` tem movimentado bares e restaurantes da capital. Idealizado pelo empresário Eduardo Maya, um apaixonado por botecos que transformou um prazer em profissão, quando ele criou o concurso há dez anos, em Belo Horizonte.

Em sua passagem pela cidade durante a segunda edição do evento, que vai até o fim do mês, ele falou ao POPULAR sobre o concurso, que também tem edições no Rio de Janeiro e em Salvador.

Como surgiu a ideia de criar o festival?
Ao notar o interesse que os mineiros nutriam pelos botecos - da mesma forma que acontece aqui em Goiânia - e como não ficavam nada felizes com a mesmice dos cardápios. Então pensei em criar um evento que pudesse incentivar novas receitas e resgates saborosos.

Antes da 1ª edição do Comida di Buteco por aqui, você já conhecia Goiânia e seus botecos? Como escolheu os concorrentes goianos?
Não conhecia Goiânia, mas sempre ouvi falar da semelhança com BH. "Não temos mar, mas temos bar". Para selecionar os bares, pesquisei muito, tive ajuda de muita gente. Estive aqui diversas vezes. Procuramos abarcar toda cidade e não apenas os lugares da moda.

O que não pode faltar num bar para que ele mantenha suas portas abertas?
Boa comida, bom atendimento e cerveja gelada. A receita é simples. Na realidade, temos dois tipos de petiscos: o bom e o ruim. Um jiló bem preparado é muito melhor que um camarão `mal arrumado`.

Quais as diferenças do Comida di Buteco em relação ao ano passado?
Por parte dos botecos, podemos dizer que os proprietários estão mais maduros e entenderam o projeto e sua proposta. Muitos criaram tira-gostos especialmente para o evento. Aliás, este é o espírito do Comida. Uma novidade será a Saideira aberta ao público - como fazemos há sete anos em BH -, além de caravanas interessantes. Promovemos o encontro da alta com a baixa gastronomia por meio de uma caravana com os chefs aos melhores restaurantes da cidade e a botecos, onde provam tira-gostos.

(Entrevista - Jornal O Popular 17.08.09)


Visitar Estabelecimento